INÍCIO > PALESTRAS > A dimensão humanista da história medieval - Parte I

PALESTRAS

DIALÉTICO

PALESTRA

A dimensão humanista da história medieval - Parte I

Os Profs. Victor Sales Pinheiro (UFPA) e Ricardo da Costa (UFES) conversam sobre arte, cultura, literatura e filosofia da Idade Média, a fim de desmistificar os preconceitos que obscurecem esse período histórico.

 

 

Professores: Victor Sales Pinheiro (UFPA) e Ricardo da Costa (UFES)

Tema: A dimensão humanista da história medieval

Partes:

I. Redescobrindo a idade média: a arte, a pedagogia,  

II. Idade das luzes: Santo Agostinho, Boécio, São Bernardo de Claraval, Santo Anselmo, Santo Tomás de Aquino, Ramon Llull e Dante Alighieri

 

Parte I. Redescobrindo a Idade Média

1. Projeto Dialético

2. A arte medieval: o mundo sensível como alegoria sacramental da realidade espiritual

3. A “Paidéia” cristã: visão pedagógica de homem e o humanismo cristão

4. Preconceito antimedieval – horizonte hermenêutico: compreensão do passado como auto-interpretação do presente  

5. Universidades como formação integral, intelectual e espiritual, do homem

6. Influência cultural da Virgem Maria

6.1. Roger Scruton, Beleza (Ed. É Realizações, 2013, p. 43): “Não há tributos maiores à beleza humana que as imagens medievais e renascentistas da Virgem Santa: uma mulher cuja maturidade sexual é expressa em sua maternidade e que ainda assim permanece intocável, quase indistinguível, como objeto de veneração, da criança que carrega nos braços. Jamais subjugada por seu corpo como as outras, Maria permaneceu como símbolo do amor ideal entre pessoas corporificadas – um amor que é ao mesmo tempo humano e divino. A beleza da Virgem é um símbolo de pureza, e por essa mesma razão é isolada, num mundo próprio, da esfera do apetite sexual. Essas reflexões remetem à ideia original de Platão: a beleza não apenas nos convida ao desejo, mas também nos exorta a renunciá-lo. Na Virgem Maria, portanto, encontramos em forma cristã a concepção platônica que vê a beleza como guia para uma esfera que está além do desejo.”

7. Bibliografia

BERNAT METGE. O Sonho (trad.: Ricardo da Costa). Texto ainda inédito.

BURKE, Peter. Testemunha ocular. História e Imagem. Bauru: EDUSC

CLEMENTE DE ALEXANDRIA, O pedagogo. SP: Ecclesiae.

CHENG, François. Cinco meditaciones sobre la belleza. Madrid: Siruela.

CHESTERTON, G.C., Ortodoxia. SP: Ecclesiae.

COSTA, Ricardo da. “A Estética do Corpo na Filosofia e na Arte da Idade Média: texto e imagem”. In: Trans/form/ação, Marília, v. 35, p. 161-178, 2012 Edição Especial. Internet, http://www.ricardocosta.com/artigo/estetica-do-corpo-na-filosofia-e-na-arte-da-idade-media

COSTA, Ricardo da. “Ramon Llull (1232-1316) e a Belezaboa forma natural da ordenação divina”. InRevista Internacional d'Humanitats. Ano XIII, n. 18, 2010, p. 21-28. Internet, http://www.ricardocosta.com/artigo/ramon-llull-1232-1316-e-beleza-boa-forma-natural-da-ordenacao-divina

COSTA, Ricardo da. “A luz deriva do bem e é imagem da bondade”: a metafísica da luz do Pseudo Dionísio Areopagita na concepção artística do abade Suger de Saint-Denis”. In: Scintilla. Revista de Filosofia e Mística Medieval. Curitiba: Faculdade de Filosofia de São Boaventura (FFSB), Vol. 6 - n. 2 - jul./dez. 2009, p. 39-52. Internet, http://www.ricardocosta.com/artigo/luz-deriva-do-bem-e-e-imagem-da-bondade-metafisica-da-luz-do-pseudo-dionisio-areopagita-na

COSTA, Ricardo da. “As relações entre a Literatura e a História: a novela de cavalaria Curial e Guelfa”. In: BUTIÑÁ & CORTIJO (eds.). Literatura, Llengua i Cultura de la Corona d'Aragó, volume 1, 2012, p. 84-98. Internet, http://www.ricardocosta.com/artigo/relacoes-entre-literatura-e-historia-novela-de-cavalaria-curial-e-guelfa

COSTA, Ricardo da. “Uma jóia medieval no alvorecer do Humanismo: a novela de cavalaria Curial e Guelfa (século XV)”. In: MONGELLI, Lênia Márcia (org.). De cavaleiros e cavalarias. Por terras de Europa e Américas. São Paulo: Humanitas, 2012, p. 539-549. Internet, http://www.ricardocosta.com/artigo/uma-joia-medieval-no-alvorecer-do-humanismo-novela-de-cavalaria-curial-e-guelfa-seculo-xv

COSTA, Ricardo da. “Os sonhos e a História: Lo somni (1399) de Bernat Metge”. InRevista de lenguas y literaturas catalana, gallega y vasca. Anuario de filología catalana, gallega y vasca
(RLLCGV). Madrid: UNED, Año 2012, volumen XVII, p. 15-30. Internet, http://www.ricardocosta.com/artigo/os-sonhos-e-historia-lo-somni-1399-de-bernat-metge

DAVY, Marie-Madeleine. Iniciación a la simbología románica. El siglo XII. Madrid: Akal.

DAWSON, Christopher, Criação do Ocidente. SP: É Realizações.

DUBY, Georges. O tempo das catedrais. A arte e a sociedade (980-1420). Lisboa: Estampa.

HASKINS, Charles H., A ascensão das universidades. Camboriú: Danúbiu.

JAEGER, Werner. Cristianismo primitivo e Paidéia grega. Lisboa: Edições 70.

JOHNSON, Paul. Arte: a new history. NY: Harper.  

LEWIS, C.S. A imagem descartada – para compreender a visão medieval do mundo. SP: É Realizações.

MOCZAR, Diane, Sete mentiras sobre a Igreja Católica. SP: Castela.

NEMO, Philippe, O que é o Ocidente?. São Paulo: Martins.

Nougué, Carlos. Série “Os fins da arte”. http://contraimpugnantes.blogspot.com.br/2008/06/os-fins-da-arte-i.html

GILSON, Etienne, Espírito da filosofia medieval. SP: Martins Fontes.   

GOMBRICH, E. H. A História da Arte. Rio de Janeiro: LTC.

JAQUES PI, Jèssica. La estética del románico y el gótico. Madrid: A. Machado Libros.

PANOFSKY, Catedral gótica e escolástica. SP: Martins Fontes.

PELIKAN, Jaroslav. Maria através dos séculos. Seu papel na história da Cultura. SP: Cia das Letras.

PERNOUD, Regine, Idade Média, o que não nos ensinaram. SP: Linotipo digital.

PISCHEL, Gina. História Universal da Arte. SP: Melhoramentos.

RAMON LLULL. Félix ou O Livro das Maravilhas (apres., trad. e notas: Ricardo da Costa). Coleção Grandes Obras do Pensamento Universal - 95. Local: São Paulo. Editora: Editora Escala. Ano de publicação: 2009, 02 volumes.

SAN AGUSTÍN. Sobre la Música. Madrid:  Editorial Gredos, 2007.

SEUDO DIONISIO AREOPAGITA. Teologia Mística. Madrid: Biblioteca de Autores Cristianos (BAC), 1995.

TATARKIEWICZ, Wladyslaw. Historia de la Estética II. La Estética medieval. Madrid: Akal.

WOODS Jr., Thomas. Como a Igreja católica construiu a civilização ocidental. SP: Quadrante.  

 

Aguarde: em breve, será publicada a Parte II deste Diálogo. 

© 2018 - Todos os direitos reservados para - Portal Dialético - desenvolvido por jungle